Giva Oliveira bota o 'caso Felipe Marques' no passado e abre as portas para Fábio Matos

O plantel do Clube do Remo passa por reformulações para o decorrer da sua participação na Série C.

Embora o time tenha chegado ao seu quinto reforço para a competição, sendo o último deles Nininho, apresentado ontem, a equipe sofreu uma baixa à altura, com a saída do atacante Felipe Marques. Para o treinador, que esteve engajado na negociação, agora é o momento de olhar para futuro. “Ele (Felipe) e o empresário acharam melhor ir para esse time (Londrina) em vez de ficar aqui, inclusive ele teve um aumento considerável. Eu participei dessa reunião, mas não adianta ficar com a cabeça em outro lugar. Não era bom para ele e nem pra gente. Ele vai cuidar da vida dele e nós cuidamos da nossa”, comentou.

Com o desligamento do jogador, que atua pelas beiradas do campo, um novo atleta deve chegar para substitui-lo. Mas pode ser um meia-atacante, como no caso de Fábio Matos. De acordo com Givanildo Oliveira, a expectativa em contar com o atleta é verdadeira. “Tem sim (interesse). É um bom jogador, se não me engano vi um ou dois jogos dele participando. Se tiver condições de trazer, que tragam”, pontuou Giva, colocando mais lenha na fogueira na possível transferência do atleta que pertence ao maior rival azulino.

Mas Givanildo está mesmo preocupado é com o próximo jogo, domingo, diante do Botafogo-PB, fora de casa. Tanto é que, apesar do time estar escalado, com Jayme no lugar de Felipe Marques e o restante da base mantida, o técnico prefere adotar a cautela e não confirmar nada até momentos antes da partida. “(A escalação) a princípio, sim. Mas a gente sabe que se tratando de Série C, Série B e Série A, você sempre segura o time para momento antes do jogo e é o que nós vamos fazer mais uma vez, porque temos essa opção e vamos fazer se for o melhor para nós”, disse.

As surpresas, se vierem, estão relacionadas a dois jogadores. Um é o volante Dedeco, que ainda não fez sua estreia e, com Fernandes e Adenílson vetados por opção técnica, é um nome que ganha força. O segundo atleta é o atacante Eliandro, contratado na semana passada e que já teve seu nome incluído no Boletim Informativo Diário da CBF, ontem. Mas, nesse caso, o mais certo é que ele entre no decorrer dos 90 minutos. “De mudança, agora chegou mais um atacante (Eliandro). Ele não está legal, mas já vai viajar e vamos observar a situação no jogo para saber (se ele entra)”, destacou Giva.

Uma nova formação para acabar com a seca de gols

Apesar das características semelhantes com o agora ex-azulino Felipe Marques, sobretudo pela velocidade e apoio à defesa, a entrada de Jayme na trinca de atacantes do Clube do Remo, deverá levar novas conotações para o time na partida de domingo (13), pela quinta rodada da Série C, frente ao Botafogo-BP. E uma delas é a ousadia em finalizações de longa distância, como apontou o atacante Elielton.

“O Jayme é um jogador de qualidade. Nós aqui do grupo sabemos que ele tem condições de nos ajudar e por isso está aí ganhando espaço. Acredito que nós ganhamos com mais opções de gols, em chutar de fora, que é uma coisa que ele gosta. E isso pode ser algo bom, porque precisamos de armas para balançar as redes nesse momento”, comentou.

Ainda de acordo com Elielton, embora Felipe viesse fazendo bem o seu papel, mudanças tendem a afetar a postura do time. “O Felipe é um cara fora de série. Quem acompanhou viu a importância dele, mas é pensar em coisas boas porque ainda temos muita lenha pra queimar. A entrada do Jayme nos motiva a trabalhar mais porque é um cara que vem para ajudar, e o pensamento é esse para que a gente faça uma partida boa fora de casa e traga a vitória”, explicou.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)

Mangue FM

Rádio Mangue FM - 88,9 Mhz. Uma emissora da SBC Radiodifusão LTDA. Localizada no município de Curuçá, nordeste paraense.

Últimas