Duas pessoas desaparecem em naufrágio de pequena embarcação no rio Xingu, em Altamira

Bombeiros tenta localizar um adolescente e um homem de 37 anos desaparecidos próximo à comunidade de Santa Maria

Uma embarcação de pequeno porte naufragou no rio Xingu, a cerca de 50 quilômetros de Altamira, no sudoeste do Pará, na noite do último domingo (16). Duas pessoas seguem desaparecidas, um adolescente e um homem de 37 anos. Uma equipe do Corpo de Bombeiros composta por quatro pessoas, com dois mergulhadores de resgate, iniciou as buscas pelas vítimas, na manhã desta segunda-feira (17). As vítimas ainda não foram identificadas. 

De acordo com o boletim de ocorrência, a embarcação tinha oito metros de comprimento e transportava seis pessoas. Quatro pessoas foram resgatadas com vida por ribeirinhos após ficarem flutuando nas águas à espera de ajuda. A embarcação pertencia à Felix Pereira da Silva, morador da comunidade de Santa Maria. O local em que ocorreu o acidente é uma área isolada de difícil acesso e comunicação. O grupo estava em uma localidade onde passou o dia. Eles retornavam a noite para a comunidade de Santa Maria, localizada na Cachoeira do Jabuti, quando por volta das 19h do domingo (16), a embarcação afundou após enfrentar um trecho de rebojo - espécie de redemoinho causado pela densidade da água e de uma formação geomorfológica. 

Após o resgate, o piloto ligou para o número de emergência da Polícia Militar informando o acidente. A localidade fica a cerca de duas horas de lancha de Altamira. A equipe dos bombeiros conta com o apoio dos ribeirinhos conhecedores da região que ajudam com orientação no rio e no suporte com outras embarcações. As buscas foram encerradas na noite de segunda-feira (17) sem terem encontrado as vítimas. PERIGO - De acordo com o site Confirma Notícias, de Altamira, este é o segundo acidente no rio Xingu em menos de uma semana. Na última segunda-feira (10), uma criança de apenas três anos morreu afogada no rio. Familiares informaram que estavam numa embarcação navegando em direção a Altamira, quando a criança pulou da rabeta e caiu nas águas. Na embarcação estavam a mãe, o avô, o padrasto e uma quarta pessoa.

Os bombeiros realizaram as buscas por quatro horas e localizaram o corpo do bebê.Os bombeiros alertam para os perigos do rio Xingu, em Altamira, principalmente neste período do ano quando começa a ocorrer a seca. O rio possui muitas pedras o que cria cachoeiras leves e dificulta a navegabilidade, por causa disso acidentes são mais suscetíveis de ocorrer quando as embarcações batem nas pedras. Os bombeiros pedem para que todos os tripulantes de embarcações utilizem coletes salva-vidas, não dirijam embarcações sob o efeito de álcool e evitem navegar de noite.  

Fonte: ORM